Amoxicilina – Para que serve? Possui efeitos colaterais?

inflamaçõesAmoxicilina – Para que serve? Contra-Indicações e Efeitos Colaterais

A amoxicilina nada mais é que um antibiótico da família das penicilinas , usada em tratamentos de infecções bacterianas causadas por microorganismos susceptíveis, que geralmente afetam as vias respiratórias, urinárias, genitais, cutâneas ou nas mucosas,  causadas por germes e bactérias.

Como é um antibiótico, a amoxicilina só pode ser vendida sob prescrição médica, sendo encontrada nas principais redes de farmácias.

A amoxicilina pode ser encontrada em caixas genéricas, ou não, com posologias que variam entre 250 mg a 500 mg.

Indicações de uso da Amoxicilina

Como já foi dito, a amoxicilina é um antibiótico, por isso, ela é recomendada para tratar infecções de alguns tipos de bactérias, que são sensíveis a ação do medicamento, embora o médico possa receitar este medicamento para um outro uso.

Dentre algumas infecções em que o tratamento com amoxicilina é indicado, podemos destacar as seguintes:

  • Amigdalite
  • Candidíase vaginal
  • Cistite
  • Clamídia na gravidez
  • Faringite
  • Gastrite de origem infecciosa
  • Infecções genitais
  • Infecção nos ouvidos
  • Infecções nos seios da face ou mucosas
  • Infecção Urinária
  • Pé diabético
  • Rinite alérgica em estados graves
  • Sinusite crônica
  • Pneumonia

Porém, antes de iniciar o tratamento com esse antibiótico, geralmente, é necessário passar por um exame de sangue ou urina, claro, isso fica à critério do médico.

A amoxicilina é amplamente utilizada para combater bactérias dos seguintes gêneros:

  • Coli;
  • Enterococcus;
  • Gonorrhoea;
  • Haemoplhilus;
  • Helicobacter;
  • Helicobacter pylori
  • Moraxella;
  • Salmonella;
  • Shigellae;

Amoxicilina com Clavulanato

amoxicilinaMuitos pacientes não entendem porque alguns médicos receitam amoxicilina acrescida de clavulanato. Para entender, é preciso saber que os antibióticos da família da penicilina possuem um anel chamado beta-lactâmico, e algumas bactérias são capazes de destruir esse anel com uma enzima chamada beta-lactamase, fazendo com que o antibiótico não produza efeito algum sobre a bactéria, ou seja, não seja eficaz.

Já, como o clavulanato, ou ácido clavulânico, trabalha impedindo que as bactérias destruam o anel beta-lactâmico, por isso, seu uso associado à amoxicilina, acaba se tornando eficaz para combater a maior parte das bactérias.

Essa amoxicilina “turbinada” é recomendada para infecções graves, a diferenciando de outros antibióticos mais leves.

Efeitos colaterais da Amoxicilina

A amoxicilina não possui grandes incidências de efeitos colaterais, mesmo se somada ao clavulanato. Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), apenas cerca de 3% dos pacientes relataram algum tipo de problema que poderia ter sido causado pelo uso desse medicamento, mesmo que fosse confirmado, seria um índice muito baixo.

Os efeitos colaterais mais comuns são:

  • Náuseas;
  • Candidíase vaginal;
  • Cólicas;
  • Diarreia;
  • Urticária.

Contra-indicações da Amoxicilina

Amoxicilina, tanto na versão comum, como na acrescida de clavulanato, é contra indicado para pacientes com alergia à penicilina, e pacientes com problemas nos rins precisam ter suas doses ajustadas.

Já gestantes, podem ingerir sem problemas, enquanto lactantes devem ter muita atenção na dosagem, pois parte do antibiótico é excretado pelo leite, embora não seja contra indicado para os bebês, é preciso ter alguns cuidados a mais.

Veja abaixo para quem o tratamento com Amoxicilina não é indicado:

  • Pessoas com hipersensibilidade a penicilina
  • Pessoas hipersensíveis a antibioóticos
  • Pessoas hipersensíveis ao grupo de beta-lactâmicos
  • Pacientes com insuficiência renal

Quem tem a função renal comprometida poderá ter o aval do médico para usar composição da amoxicilina, no entanto, com o dobro de cuidado. Pois, é preciso saber que já foram relatadas reações adversas mais graves como convulsão e comprometimento dos rins.

A amoxicilina corta o efeito do Anticoncepcional?

Então, é preciso ficar bem claro que todo antibiótico tem efeitos sobre a contracepção por anticoncepcionais, de uso feminino ou masculino. Ou seja, a resposta é SIM!

Nomes comerciais da Amoxicilina

Vale saber que, além das muitas versões genéricas do medicamento, é possível encontrar nas farmácias a Amoxicilina sob diferentes nomes comerciais. Os medicamentos com o mesmo princípio ativo são:

  • Amoxifar;
  • Amoxil;
  • Amoximed;
  • Amoxina;
  • Novoclin;

Como tomar Amoxicilina

tomar-remedioÉ possível encontrar Amoxicilina à venda em duas versões: em comprimido, em xarope e em  para suspensão oral.

O mais comum é o médico receitar a amoxicilina ou amoxicilina com clavulanato de potássio em comprimido, mas isso vai do critério de cada profissional e do tipo de enfermidade.

Geralmente, é receitado o medicamento na versão 500 mg, para ingerir de 8 em 8 horas, ou 75 mg, para ingerir a cada 12 horas.

Mais uma vez, a posologia também é receitada, podendo ser aumentada, a critério do seu médico.

No caso de utilização do pó oral a forma de uso é a mesma. São recomendados amoxilicilina  500 mg (5 mL) de 8 em 8 horas.

Em caso de infecções leves a moderadas, a dosagem pode ser ajustadas a 25 mg por dia.

Porém, em casos de infecções mais sérias, como otite, sinusite e infecções urinárias, o recomendado é 45 mg/dia do pó de suspensão oral.

Certamente, a dosagem pode aumentar dependendo da gravidade do caso, e do critério do profissional, podendo chegar a 1 g a cada 8 horas.

Porém atenção, dosagens acima de 1 g a cada 8 horas podem ser consideradas superdosagens.

É preciso, também, muita cautela quanto ao uso de amoxicilina por idosos, assim, pacientes com mais de 60 anos devem seguir rigidamente a dosagem indicada pelo médico, na maioria das vezes, o uso é de uma dose de 250 mg 3 vezes ao dia a cada 8 horas.

Sendo preciso, o médico poderá aumentar a dose para 500 mg de amoxicilina na mesma frequência diária, desde que não aumente a possibilidade de efeitos colaterais.

Duração do tratamento

É muito importante não descuidar do tempo do tratamento, que, a não ser em casos de interrupção, deve ter a duração de 7 a 14 dias, e também é preciso cuidado para que não haja associação com outras substâncias, que possam vir a anular a eficácia da amoxicilina.

O medicamento deve ser ingerido, de preferência, antes das refeições.

Crianças podem tomar Amoxicilina?

Sim, desde que receitado pelo pediatra, crianças podem tomar a amoxicilina, mas é importante seguir fielmente a recomendação médica, principalmente, quanto á dosagem.

A dose é ajustada, sendo que crianças  de até 3 anos podem ingerir 125 mg ou 2,5 ml a cada 8 horas, e crianças entre 3 e 12 anos podem ingerir 250 mg ou 5 ml também a cada 8 horas (duas vezes ao dia).

Porém, no caso de crianças com mais de 40 kg, o medicamento pode ser ingerido na mesma quantidade que um adulto.

Grávidas e Lactantes podem tomar Amoxicilina?

O melhor é evitar o uso de qualquer antibiótico, desde que possível, claro, porém, caso o médico considere a melhor solução, a amoxicilina pode ser usada, embora, o mais indicado seria o tratamento com outros antibióticos menos agressivos ao organismo às gestante  – principalmente se for o caso de infecções causadas por bactérias que já pertencem à flora corporal como acontece na clamídia ou candidíase vaginal.

Lactantes também podem tomar o medicamento, embora, seja fundamental seguir fielmente a prescrição médica, para garantir que a dosagem que será transpassada para o  leite materno não possa causar nenhum tipo de dano ao bebê.

Composição da Amoxicilina

A Amoxiclina tem em sua composição: celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio.

É fundamental que, antes de iniciar o uso de Amoxicilina, tenha certeza que não possui nenhuma hipersensibilidade a qualquer um desses componentes.

Preço da Amoxicilina

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que mesmo a Medley sendo o principal, vários laboratórios comercializam o medicamento, e com nomes diferentes, como vimos mais acima.

Porém, no geral, a amoxicilina, tanto a com como a sem clavulanato, não costuma ser um medicamento caro.

É possível encontrar amoxicilina com preços que variam de R$ 7,00 à R$ 78,00, dependendo do laboratório que a comercializa.

Lembrando que podemos encontar embalagens de 15, 21 ou 30 unidades, no caso das pílulas.

Os pós orais podem ser encontrados em embalagens de 125 mg (5ml), 250 mg (5ml) ou 500 mg com preços semelhantes a da amoxicilina em cápsulas.

Nunca é demais reforçar que não deve tomar nenhum medicamento, muito menos um antibiótico, por conta própria, é preciso contar com uma orientação médica.

Os cuidados devem ser estendidos à armazenagem, sempre fora do alcance das crianças e em temperatura ambiente (entre 15°C a 30°C) e fora do abrigo de umidade.

Leave a Reply