Azitromicina – Para que Serve, indicações e efeitos Colaterais

4.7 (94.55%) 99 votes

Azitromicina –Para que Serve, indicações e efeitos Colaterais

azitromicina é um antibiótico frequentemente recomendado para tratar infecções no ouvido e respiratórias, DST, diarreias e outras doenças infecciosas. Muito recomendado por profissionais de saúde, a azitromicina  tem uma ação surpreendentemente eficaz.

Mas, a azitromicina também pode ser usada em outros tipos de infecções, fazendo deste um dos principais antibióticos receitados por médicos do Brasil e de boa parte do mundo.

Encontrada também com os nomes comerciais Azimed, Zitromax, Astro, entre outros, a azitromicina pode ser encontrado sob a forma de comprimidos, solução injetável ou solução em pó.

Para que serve a Azitromicina

frasco-de-azitromicinaA azitromicina é um remédio que serve para o tratamento de diversas infecções, podendo ser usado para tratar os seguintes problemas:

  • Infecções respiratórias e de ouvidos como, por exemplo, sinusite, bronquite, faringite, amigdalite, pneumonia, riniteou otite média;
  • Infecções na pele;
  • Infecções em tecidos como, por exemplo, músculos e tendões;
  • Infecções genitais, como uretrites;
  • Doenças sexualmente transmissíveis como, por exemplo, clamídia e gonorreia.

A azitromicina não é indicada para casos de gripes comuns, mas sim, como dito acima, para tratar infecções de trato respiratório como a pneumonia, bronquite, sinusite, faringite e tonsilite; infecções cutâneas e doenças sexualmente transmissíveis.

Sua ação antibiótica impede que as bactéria sensíveis à azitromicina possam produzir proteínas impedindo, assim, seu crescimento e reprodução.

Os efeitos da Azitromicina podem ser sentidos até duas horas depois da ingestão.

Contraindicações da Azitromicina

Vale saber que a azitromicina, apesar de ser super eficaz para o tratamentos das doenças citadas acima, no entanto, é um medicamento contraindicado para pessoas que possuem histórico de reações alérgicas, assim como hipersensibilidade à azitromicina, eritromicina ou qualquer outro antibiótico do tipo macrolídeo.

Em caso de suspeita a alergia a algum dos componentes existentes na fórmula, evitar o uso da medicação.

Também é importante saber que esse medicamento pode causar reações alérgicas em caso de superdosagem,  sendo extremamente prejudicial à saúde.

A azitromicina também não é aconselhável para mulheres grávidas ou lactantes, apenas se for indicação médica, mesmo assim, devendo ser em uma dosagem diferenciada.

Embora pacientes com insuficiência renal ou hepática leve ou moderada possam fazer uso da dosagem normal da Azitromicina sem problemas, o medicamento é contraindicado para pacientes com casos graves dessas doenças, que, certamente, devem informar o médico da sua condição.

Posologia da azitromicina

É possível encontrar azitromicina tanto em forma de comprimidos como suspensão oral (líquida), e também é possível encontrá-la em forma injetável.

Normalmente, azitromicina é usada como tratamento para 3 dias, com doses de 500 mg por dia, mas, no caso de crianças, é preciso levar o peso em conta.

Por isso, é fundamental que o medicamento só seja usado com uma indicação e supervisão médica, só um médico poderá indicar o modo correto de uso de azitromicina.

Como tomar azitromicina?

Por ser indicada para tratar uma série de doenças, a forma de uso de azitromicina vai depender de cada caso, só o médico poderá indicar a dosagem correta.

Porém, ele deve ser utilizado em dose única diária,independe da doença, o que vai mudar é a quantidade de miligramas ingeridas.

Na própria bula do remédio podemos ver as diferentes formas de usar o medicamento, sendo a mais comum a de ingerir um comprimido de 500mg por dia, durante três dias.

Em casos de gonorreia, por exemplo, o indicado é tomar apenas um comprimido, em dose única, mas de 1000mg.

Já, crianças, na bula, indicam 10mg a cada 1kg do peso da criança, e esse cálculo vale para menores com até 45kg.

Porém, em qualquer dos casos, é sempre preciso uma avaliação do médico, só ele poderá saber a forma adequada para cada caso.

Portanto, de forma alguma, deve-se dar o remédio para uma criança sem a indicação do pediatra, pois os efeitos colaterais podem ser bem fortes e perigosos para ela.

Ainda, segundo a bula,o medicamento pode ser tomado a qualquer hora, até mesmo na hora das refeições ou em jejum, pois isso não interfere na qualidade do resultado e também no aparecimento de reações adversas e efeitos colaterais.

Em caso de superdosagem, no entanto, é preciso que seja feita uma lavagem gástrica, pois o paciente pode correr risco de morte. Pacientes idosos, com insuficiência renal ou hepática só podem tomar o medicamento se for uma exigência médica.

Por isso, é fundamental que avise o especialista caso tenha algum problema de saúde antes dele receitar o remédio.

É preciso ter receita médica para usar azitromicina?

azitromicinaA resposta é sim! Assim como qualquer antibiótico, a azitromicina precisa sim de receita, que ficará retida na farmácia na qual você comprar o medicamento.

Qualquer remédio precisa da indicação de um médico, e no caso de antibiótico, ela é obrigatória, até porque o  remédio é bem forte,podendo ter efeitos colaterais, só podendo ser ingerido com indicação médica.

Vale saber que, no caso de uma farmácia vender sem exigir receita, ela estará cometendo um crime e você pode ter graves problemas de saúde por não utilizar a azitromicina da forma correta.

Todo cuidado é pouco no uso de antibióticos, por isso, é fundamental só usá-lo com indicação e receita médica.

Efeitos Colaterais da Azitromicina

O uso da Azitromicina, de uma forma geral, é bem seguro, mas alguns casos de efeitos colaterais foram registrados, tais como:

  • Diminuição das plaquetas e das células de defesa do sangue;
  • Infecção por fungos (candidiase);
  • Vaginite ;
  • Anafilaxia;
  • Anorexia,ansiedade;
  • Cefaleia;
  • Nervosismo;
  • Agitação;
  • Sonolência;
  • Desmaios;
  • Perda de audição ou zumbido no ouvido;
  • Arritmia;
  • Palpitações;
  • Cólica;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Flatulência;
  • Necrose hepática;
  • Sensibilidade à luz;
  • Necrose da pele;
  • Disfunção renal aguda;
  • Cansaço;
  • Fraqueza e mal-estar.

Pessoas com problemas hepáticos precisam ter muita cautela ao usar a azitromicina, pois podem acorrer alterações da função hepática, necrose hepática, insuficiência hepática, hepatite e outras complicações.

No caso de surgir algum desses sintomas, é preciso procurar, imediatamente, o seu médico.

Preço da Azitromicina

A azitromicina pode ser encontrada nas melhoras farmácias ou drogarias, com preços variáveis de acordo com os laboratórios responsáveis e da localização.

Mesmo assim, a média de preço da azitromicina está entre R$ 10,00 a R$ 40,00, embora, claro, possa ser encontrado por preços maiores.

Leave a Reply