Cetoprofeno: Pra que serve, Indicações e Efeitos colaterais

Cetoprofeno: Pra que serve, Indicações e Efeitos colaterais

O Cetoprofeno, também conhecido pelo nome comercial Profenid, é um anti-inflamatório, analgésico e também antitérmico, muito indicado para tratamento de dores, traumatismos, inflamações e problemas reumáticos.

Seu principio ativo é o cetoprofeno, e é totalmente absorvido pelo organismo, não deixando nenhum resquício.

Mas, é preciso muito cuidado ao iniciar o tratamento com ele, pois, como é um analgésico, tem como principal função diminuir a dor, sendo assim, há o risco de ocultar os sinais de uma possível infecção.

Por isso, vale mais uma vez ressaltar a importância de só usar um medicamento com a indicação e supervisão de um médico especializado, só ele poderá analisar seu quadro e definir a dosagem, quantidade e tempo que deve ser respeitado.

Vale levar em conta, também, que alguns remédios podem trazer sérios efeitos colaterais e podem, até mesmo, ter contraindicação em alguns casos.

No geral, o cetoprofeno pode ser receitado para tratar qualquer tipo de dor, e isso porque quando consumido na quantidade ideal e definida pelo médico, funciona efetivamente durante o tratamento realizado.

cetoprofeno para que serrvePara que serve

Como já foi dito, o cetoprofeno é um analgésico, um medicamento indicado para dores em geral, que possui, também, capacidade anti-inflamatória, além de, também, reações antitérmicas, que ajudam a controlar a temperatura corporal.

Dessa forma, Cetoprofeno possui efeito antitérmico, agindo contra risco de toxicidade de vírus ou possíveis bactérias no organismo.

Cetoprofeno alivia as inflamações, e isso por inibir a agregação plaquetária, impedindo que as plaquetas se unam umas as outras, diminuindo, assim, o risco de desenvolver mais doenças,  ou correr o risco de sangramentos, dor de cabeça e muito mais.

Cetoprofeno é indicado, geralmente, para tratar os seguintes problemas:

  • Processos reumáticos, como artrite;
  • Gota;
  • Lombalgia;
  • Nevralgias caervicobranquial, dor que vai do pescoço até a ponta dos dedos;
  • Lúpus eritematoso sistêmico, quando o próprio organismo ataca os tecidos do corpo;
  • Reumatismo psoriático, inflamação nas articulações;
  • Osteoartrites, quando o tecido flexível da extremidade dos ossos acaba se desgastando;
  • Bursite, inflamação na bursa;
  • Sinovites, inflamação dos tecidos das articulações;
  • Tendinites;
  • Cervicalgia;
  • Lesões traumáticas, como fraturas e luxações.
  • Podemos encontrar o cetoprofeno em duas formas: a líquida e por meio de comprimidos, os remédios no mercado que apresentam em sua fórmula o cetoprofeno são: Bi Profenid, Ceprofen, Flamador, Artrosil e o Artrinid.

Contraindicações de Cetoprofeno

Vale lembrar que, por mais eficaz que o Cetoprofeno seja, não  é recomendado ingerir o medicamento sem a prescrição de um médico, isso porque, como já foi dito, como qualquer outro remédio, ele pode apresentar algumas contraindicações e provocar reações adversas.

Pessoas para as quais o uso de Cetoprofeno não é indicado, são:

  • Menores de 15 anos;
  • Gestantes e lactantes;
  • Idosos ou pessoas com insuficiência cardíaca;
  • Pacientes que possuam sensibilidade ao cetoprofeno, ácido acetilsalicílico ou outros anti-inflamatórios similares;
  • Pacientes com úlcera gastroduodenal em evolução;
  • Pacientes com insuficiência renal grave ou insuficiência hepatocelular grave;
  • Pessoas que sofrem de problemas como: anemia, disfunção hepática, asma, função cardíaca comprometida, úlcera péptica, hipertensão, disfunção renal, hemofilia e outros problemas hemorrágicos, colite ulcerativa e sintomas de broncoespasmo também não devem ingerir o medicamento.

E mais, durante o tratamento com Cetoprofeno, não se deve fazer uso de bebidas alcoólicas.

Também não é recomendado o uso de Cetoprofeno em pacientes que estão tentando engravidar, ou em tratamento para o mesmo.

Ainda é preciso ter muita atenção com o uso de Cetoprofeno nos casos de:

  • Batimentos cardíacos alterados
  • Casos de derrame
  • Colesterol alto
  • Fumantes
  • Problemas arteriais
  • Problemas com o fluxo do coração no sangue
  • Pressão descontrolada (alta ou baixa)
  • Problemas de diabetes
  • Triglicérides

E mais, o uso de Cetoprofeno pode alterar a capacidade de atenção e também ter o efeito de sonolência, vertigem e em alguns casos convulsão. Por isso, deve-se ter cuidado ao controlar máquinas e dirigir.

Efeitos Colaterais

Como qualquer medicamento, há casos relatados de efeitos colaterais em algumas pessoas. Por isso, atenção, caso perceba qualquer reação inesperada é necessário suspender a ingestão do medicamento, imediatamente, e consultar seu médico.

Os efeitos colaterais mais comuns são:

  • Visão alterada
  • Sono em excesso
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Dormência dos membros
  • Coceira
  • Zumbido
  • Problema pulmonar (asma)
  • Inchaço

Pode haver efeitos como esses citados acima, ou pode haver reações diferentes, ainda mais graves, tais como:

  • Reações de alergia na pele;
  • Efeitos do sistema nervoso central, como tonturas, vertigens, sonolência e dores de cabeça;
  • Distúrbios do humor, parestesias e também convulsões;
  • Manifestações gastrintestinais, como desconforto, náusea acompanhada ou não de vômitos, constipação, diarreia e ainda dor epigástrica. Em alguns casos é possível causar, até mesmo, hemorragia digestiva e ulceração gastroduodenal;
  • Reações de hipersensibilidade dermatológicas, como erupção cutânea, prurido e entre outras.
  • Reações de hipersensibilidade respiratória, como crise de asma, angioedema e choque anafilático;
  • Sangramento gastrointestinais.

Mas, claro, vale deixar claro que nem todas as pessoas apresentam esses efeitos, na verdade, a maioria, não apresenta nenhum, algumas um ou outro, mas, seja como for, em qualquer um desses casos, é preciso suspender, imediatamente, o uso do medicamento e procurar seu médico.

Superdosagem

superdosagemEm casos de superdosagem do medicamento, ou seja, ingestão muito maior que a indicada, podem surgir sintomas como:

  • Cansaço extremo
  • Desconforto estomacal (dores)
  • Lentidão
  • Náusea
  • Sono em excesso
  • Vômito

Assim, caso perceba qualquer alteração, a indicação, portanto, é procurar ajuda médica o mais rápido possível, levando o medicamento e sua bula para maiores esclarecimentos.

Posologia

Existem 3 formas de ingerir o Cetoprofeno:

  • Cápsulas;
  • Comprimidos revestidos;
  • Solução oral;
  • Gel;
  • Injetável.

Geralmente, as cápsulas de cetoprofeno são receitadas de duas formas, 2 cápsulas, 2 vezes ao dia após as principais refeições, ou ainda 1 cápsula 3 vezes ao dia, também após as principais refeições, só o médico poderá indicar a melhor forma de uso para o seu caso.

Já os comprimidos revestidos são geralmente receitados entre 150 e 200 mg ao dia, que costuma ser dividida em duas doses. Se o caso for grave, o médico poderá receitar até 300 mg de cetoprofeno em comprimidos revestidos por dia, mas é preciso cuidado, pois essa é a dose diária máxima permitida, por isso, nunca é demais lembrar que automedicação é perigosa e deve-se sempre tomar qualquer medicamento com a supervisão de um profissional.

O cetoprofeno em cápsulas e comprimidos não devem ser administrados por crianças menores de 15 anos, nesses casos, geralmente, o indicado é a solução em gotas.

A solução oral, para crianças com mais de 1 ano a posologia correta é 1 gota por cada quilo de peso, a cada 6 ou 8 horas, dependendo, claro, da indicação médica.

Já, a versão em gel de cetoprofeno é de administração tópica e deve ser aplicada diretamente sobre o local inflamado, ou dolorido, de 2 a 3 vezes por dia, realizando uma leve massagem.

Essa versão de cetoprofeno, injetável, é de administração unicamente intramuscular e a deve ser feita bem profundamente, sem que haja a mistura com outros medicamentos na mesma seringa. A posologia é de 1 ampola, via intramuscular, por 2 ou 3 vezes ao dia, ou de acordo com o critério do médico.

Seja qual for a forma de cetoprofeno ingerida, é preciso cuidado para não ultrapassar a posologia receitada pelo médico. Como já foi dito, a superdosagem pode levar a problemas sérios, e, caso aconteça, é preciso que o paciente suspenda a medicação e seja levado ao médico o mais rápido possível para uma lavagem gástrica. Vale saber que a superdosagem pode atrapalhar a função renal.

E mais, nunca use Cetoprofeno, ou qualquer outro medicamento, se estiver com a data de validade vencida, datas de fabricação e validade pode ser consultada na própria embalagem.

Gravidez e amamentação

Não foi avaliada a segurança de Cetoprofeno durante o 1º e 2º trimestre de gestação, por isso seu uso deve ser evitado. E mais, medicamentos inibidores da síntese de prostaglandinas, tal como Cetoprofeno, podem induzir uma toxicidade renal e cardiopulmonar no feto, ainda, no fim da gestação pode ocorrer um aumento do tempo de sangramento do feto e da mãe. Por isso, é contraindicado também no terceiro trimestre.

Não existem dados suficientes sobre a excreção dessa substância no leite materno e, por isso, não é recomendado durante a amamentação.

Nunca faça uso de medicamentos sem que haja conhecimento médico visto que pode trazer riscos à saúde.

4.8 (95.42%) 48 votes

Leave a Reply