Caseos amigdalianos

4.8 (96.74%) 86 votes

Caseos amigdalianos: como retirar?

Você sabe o que são cáseos amigdalianos? Pode ser que você ache o nome meio estranho, mas, provavelmente, alguma vez já deve ter sofrido com esse problema. Mas, afinal o que são cáseos amigdalianos?

 Na verdade, cáseos, tonsil ou caseum amigdalianos, nada mais são do pedras nas amígdalas, um problema tão comum que, geralmente,  qualquer pessoa com amígdalas pode fazer essas pedras nas amígdalas.

Pois bem, basicamente, uma pedra na amígdala nada mais é que uma acumulação de detritos que ficam alojados nas amígdalas.

Então, parece nojento, não é? E realmente é, embora os Cáseos amigdalianos sejam tipicamente inofensivos, podem causar desconfortos além de sintomas desagradáveis, como mau hálito.

Segundo um estudo científico, os Cáseos são muito semelhantes à placa dentária responsável pelas cáries, além disso, podem continuar a crescer e virarem um terrível refúgio para bactérias. Na maioria das vezes, no entanto, elas são um sinal de má higiene bucal ou uma higiene feita de forma inadequada.

Vale saber que, apesar dos cáseos amigdalianos ou caseum (também conhecidas como “bolinhas na garganta”) serem partículas viscosas nas amígdalas, nem sempre elas podem ser vistas a olho nu.

caseos-amigdalianosComo surgem os Cáseos Amigdalianos?

Para entender melhor como surgem os Cáseos amigdalianos, primeiramente, é preciso saber onde estão suas amígdalas. Para quem não sabe, elas estão localizadas na parte de trás da garganta, sendo uma espécie de duas pequenas massas de tecido mole, as quais fazem parte do sistema linfático, que combate a infecção. Então, essas estruturas tipo glândula são as amígdalas.

Pois bem, as amígdalas contêm linfócitos, que são células brancas do sangue que afastam e combatem as infecções em seu corpo. Na verdade, as amígdalas são uma defesa de primeira linha do sistema imunológico, pois tudo o que entra pela boca deve passar por elas antes de entrar no corpo.

Então, agora que já sabe o que são e onde estão as amígdalas, vamos entender o que são e como, exatamente, se formam os cáseos.

É preciso entender que os Cáseos amigdalianos ocorrem quando bactérias e detritos de alimentos se reúnem nas amígdalas e acabam endurecendo, formando, assim, os grumos calcificados.

Pois é, desde alimentos, células mortas, bactérias até muco e outros detritos podem se acumular nos sulcos ou criptas na superfície de suas amígdalas, e quando isso acontece, células de sangue do seu corpo de combate a infecção começam a trabalhar tentando se livrar do que não pertence, assim, quando os glóbulos brancos terminam o seu trabalho, elas deixam pedaços calcificados nas amígdalas.

Vale entender que, geralmente, e sem saber, estes detritos são engolidos, mas,  quando calcificados ficam presos nas amígdalas, crescendo, com as bactérias se alimentando deles. Estes são os cáseos, formações duras, brancas ou amareladas na amígdala.

Quem já teve o problema, provavelmente, já está familiarizado com o mau odor que pode vir de uma formação, mesmo muito pequena. Os vários conteúdos do cáseo fornecem alimentação para as bactérias, que criam um cheiro muito desagradável.

Conhecendo melhor os Cáseos amigdalianos

Vale saber que, apesar de desagradáveis, essas bolinhas brancas ou amareladas que aparecem na garganta não são contagiosas.

O nome cáseo vem da palavra em latim caseum, que significa “queijo”, uma vez que o formato dos cáseos amigdalianos parecem bolinhas de queijo.

Esses cáseos amigdalianos, que se escondem em pequenas cavidades nas amígdalas – as criptas amigdaliana, apresentam cheiro forte e desagradável e podem ser expelidos durante a fala, espirro e tosse.

Porém, em alguns casos, eles precisam ser eliminados das amígdalas através de procedimentos utilizando instrumentos específicos, o que pode, as vezes, provocar leves ferimentos. A verdade é que ainda não existe um método não incômodo e não invasivo para tratá-lo de forma efetiva.

O diagnóstico de cáseos amigdalianos é feito com base no histórico do paciente e exploração das amígdalas, podendo ser perceptíveis a olho nu na maioria dos casos.

Sintomas de cáseos amigdalianos

Os sintomas mais comuns que podem aparecer por causa dos cáseos amigdalianos são:

  • Amigdalites (caseosa e de repetição);
  • Desconforto para engolir;
  • Febre alta;
  • Inflamação na garganta;
  • Saburra lingual (língua esbranquiçada).

Tratamentos para cáseos amigdalianos

caseo-amigdalinaoPara casos mais comuns, quando aparecem eventualmente, o mais comum é  tratar o problema apenas mantendo uma higiene bucal adequada.

Porém, quando os cáseos amigdalianos causam sintomas como mau hálito, garganta inflamada ou dificuldade para engolir, nesses casos, então, pode se apelar para alguns tratamentos caseiros, ajudando a eliminar as bolinhas e aliviar os sintomas. Algumas opções de tratamentos caseiros:

Gargarejos com água morna e sal

Uma das melhores formas de prevenir pedras nas amígdalas, sem dúvida, é apelar para o bom gargarejo, nesse caso, feito com água salgada. Simplesmente, junte uma colher de chá de sal a meio copo de água morna e faça gargarejo diariamente, ou mesmo algumas vezes por dia. Isso ajuda a desintoxicar sua boca e se livrar de quaisquer detritos perdidos que poderiam acabar formando uma pedra amígdala.

Gargarejos com enxaguantes bucais

 Outra forma de tratar é apostando em enxaguantes bucais, como Listerine, Tantum ou Halitus, sempre após escovar os dentes.

Gargarejos com Vinagre de cidra de maçã 

Por ser um remédio natural para uma grande variedade de doenças, o vinagre de maçã, também pode ser de ótima ajuda para a remoção de um cáseo, para isso, basta adicionar uma colher de sopa de vinagre de maçã a oito colheres de sopa de água morna, e procurar gargarejar de uma a três vezes por dia.

O vinagre de maçã pode ajudar a quebrar as pedras.

Consumir Probióticos 

O consumo de probióticos diariamente pode ajudar a matar as bactérias más que podem causar um cáseo nas amígdalas.

Entre as ótimas opções de alimentos probióticos estão o kefir, leite fermentado e iogurte.

Vale saber que, se depois de fazer algum desses tratamentos caseiros, após 5 dias, continuar com o problema, ou mesmo, se o cáseo surgir acompanhado de dor e febre,  então, nesse caso, é necessário consultar um otorrinolaringologista, já que pode ser necessário fazer o tratamento medicamentoso, que pode incluir o uso de Ibuprofeno ou algum antibiótico, como a Amoxicilina, por exemplo.

Higiene bucal 

Vale a dica, para evitar o surgimento de cáseos amigdalianos, é fundamental caprichar na higiene oral, já que as pedras nas amígdalas, geralmente, são formadas por partículas de alimentos não digeridos e outros detritos que ficaram na boca e se esconderam nas amígdalas.

Por isso, é absolutamente essencial manter a boca completamente limpa, escovando e, também, usando fio dental regularmente.

Com certeza, se não deixar quaisquer restos de alimentos em sua boca, irá diminuir as chances , ou anulá-las, da formação de um cáseo.

Quando é necessário tratamento cirúrgico

A cirurgia, como acontece em qualquer doença ou problema, deve ser sempre a última opção, portanto, é utilizada em poucos casos de cáseos, só mesmo quando os remédios não são capazes de combater o surgimento dos cáseos ou quando existe o desenvolvimento constante de amigdalites por causa deles.

Então, nesses casos, a cirurgia utilizada é a amigdalectomia, que consiste em retirar ambas as amígdalas, com um pós operatório, nem sempre fácil, podendo os pacientes permanecerem com muitas dores de garganta e ouvido durante vários dias.

Outras opções de tratamentos

Outra opção de tratamento é o uso de laser para remover caseum, a chamada criptólise a laser ou amidalectomia parcial a laser, não tão convencional. O procedimento é realizado sob uma anestesia local, utilizando o laser para retirar parte das amígdalas até que seja possível abrir as criptas, retirando o acúmulo dos cáseos e, depois, fechando as cavidades amigdalinas, que são os furinhos presentes nas amígdalas, impedindo a formação e acumulo das bolinhas amarelas na garganta.

Prevenção de cáseos amigdalianos

tratamento-dentario para casos amigdalianosVale saber que embora os cáseos amigdalianos podem aparecer em qualquer pessoas, geralmente, as pessoas mais diagnosticadas com o problema são adultas, que podem ser tratadas, também, com antibióticos ou anti-inflamatórios prescritos por um médico.

Algumas forma de prevenir o problema são:

  • Evitar fumar e consumir bebidas alcoólicas;
  • Procurar fazer um gargarejo com um copo de água e uma colher sal após as refeições;
  • Se hidratar muito bem;
  • Manter a higiene bucal completa e frequente;
  • Utilizar enxaguantes bucais.

Enfim, muitas vezes a pessoa pode estar achando que está fazendo corretamente a escovação e tendo os devidos cuidados com a higiene bucal e, na verdade, está realizando-os de forma inadequada.

É fundamental a manutenção da higiene oral completa, assim como, ingerir muita água e procurar adotar hábitos de vida saudáveis, com certeza, dessa forma, estará prevenindo esse, assim como, outros problemas que têm na boca sua principal porta de entrada.

Leave a Reply