Pílula do dia seguinte – Efeitos colaterais – Como Tomar e muito mais

4.6 (92.63%) 19 votes

pílula-do-dia-seguinteA maioria das pessoas até já ouviu falar na pílula do dia seguinte, mas a verdade é que ainda existem muitas dúvidas a respeito do seu uso.

O fato é que a pílula do dia seguinte é muito conhecida como um recurso prático para evitar uma gravidez indesejada. Porém o que a maioria das pessoas não sabem é que ela deve ser tratada como um recurso de emergência, sendo utilizada com muito cuidado, visto que pode causar efeitos colaterais.

Dessa forma, a pílula do dia seguinte fica reservada somente para os casos de emergência, quando a camisinha rompe e outros.

Vale lembrar também que a pílula do dia seguinte ajuda somente contra uma possível gestação. Ela não é eficaz contra doenças sexualmente transmissíveis.

Por isso, a melhor forma de se prevenir de ter uma relação segura e se prevenir de uma gravidez é fazendo uso de métodos contraceptivos de barreira, como a camisinha, ou hormonais, como a pílula anticoncepcional.

Agora, vamos saber um pouco mais sobre a pílula do dia seguinte, como funciona, os diferentes tipos e como ela deve ser usada. Vamos lá?!

Tipos de pílula do dia seguinte

Como você já deve imaginar, é possível encontrar mais de um tipo de apresentação de pílula do dia seguinte no mercado. São elas:

  • Cartela com 1 comprimido contendo 1,5g de levonorgestrel.
  • Cartela com 2 comprimidos contendo 0,75 mg de levonorgestrel cada um.

Não existe diferença entre esses dois tipos, visto que a dosagem é a mesma, mudando apenas a apresentação. O fato é que ambas consistem e uma alta dose de hormônios que deve ser ingerida em dose única. Diferentemente das pílulas anticoncepcionais, que são compostas por uma pequena dosagem hormonal que é ingerida diariamente ao longo do mês.

A pílula do dia seguinte então, nada mais é do que um método de emergência e não um método preventivo. Sua dosagem hormonal é alta e não deve ser utilizada com frequência.

Posso engravidar mesmo tendo tomado a pílula do dia seguinte?

remédio-para-gravidezA pílula do dia seguinte tem uma taxa de insucesso de cerca de 5% se for utilizada da forma correta. Isso quer dizer que se 100 mulheres fizerem uso desse método dentro das primeiras 24h depois da relação desprotegida, 5 mulheres possivelmente vão engravidar.

Essa taxa de insucesso é mais alta do que a de outros métodos visto que não pode ser considerado um método contraceptivo regular, e sim um método emergencial.

Vale lembrar ainda que a ação do levonorgestrel, que é um tipo de progesterona, ajuda somente a retardar ou inibir a ovulação. Ele também dificulta a passagem do espermatozoide ou do óvulo, alterando ainda o endométrio para dificultar a implantação do óvulo.

Então, é importante deixar bem claro que a pílula do dia seguinte não é um abortivo, ou seja, se a fecundação já tiver ocorrido, o medicamento não terá efeito. No entanto, se a fecundação ainda não aconteceu, ele dificulta esse processo, entendeu?

A pílula do dia seguinte causa efeitos colaterais?

Sim, como qualquer outro medicamento, o uso da pílula do dia seguinte pode levar ao surgimento de reações adversas. Isso pode ocorrer mesmo que o medicamento seja ingerido com pouca frequência ou apenas uma vez.

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns são os seguintes:

  • Dores no corpo
  • Dor de cabeça
  • Náuseas
  • Cefaleia (dor de cabeça)
  • Náuseas
  • Tontura
  • Diarreia
  • Vômito

Em grande parte das vezes, o uso da pílula do dia seguinte também pode causar alterações no fluxo menstrual, deixando desregulada. O uso desse medicamento ainda pode acabar adiantando o início do sangramento ou atrasando-o, dependendo do dia do ciclo em que foi tomada.

Vantagens e desvantagens da pílula do dia seguinte

A pílula do dia seguinte é o único método contraceptivo que pode ser utilizado depois da relação. Caso tenha ocorrido a gravidez, no entanto, ele não causa efeitos colaterais no feto.

Sendo assim, ele é eficiente para ajudar a prevenir uma gestação não planejada que pode acontecer por algum tipo de acidente. Então, essa e a sua maior vantagem.

Já quanto às desvantagens, é preciso ressaltar que o uso repetido da mesma pode levar a alterações no período fértil e também no ciclo menstrual.

Com isso há um aumento nas chances de que ocorra uma relação desprotegida em um dia fértil, facilitando uma gravidez.

Além disso, quando utilizada com frequência, a pílula do dia seguinte pode causar prejuízos para o sistema reprodutor feminino, causando dificuldades em futuras gestações desejadas.

Ela também leva a um aumento no risco de ocorrência de uma gestação ectópica se for usada com frequência.

Vale lembrar novamente que a pílula do dia seguinte possui uma alta dosagem hormonal. Por isso só deve ser utilizada quando ocorre uma situação de emergência.

A menstruação depois de tomar a pílula do dia seguinte

tabela-de-menstruação-desreguladaComo já foi dito anteriormente, a pílula do dia seguinte pode tanto atrasar como adiantar o sangramento menstrual, dependendo do período do ciclo no qual ela for utilizada. Isso acontece pelo desequilíbrio hormonal que ela provoca.

Então, é preciso de um tempo para que o organismo recupere seu equilíbrio e reajuste os hormônios para o momento do ciclo adequado.

No entanto, o mais comum ao fazer uso desse medicamento, é que a menstruação ocorra ainda na mesma semana ou até na semana seguinte da data prevista.

Caso a menstruação não venha em até 4 semanas depois de tomar a pílula do dia seguinte, é indicada a realização de um teste de gravidez.

Quando a pílula do dia seguinte e indicada?

Existem situações específicas nas quais o uso da pílula do dia seguinte é recomendado. São elas:

  • Quando ocorreu uma relação sexual com penetração do pênis na vagina e sem uso de proteção, tal como anticoncepcional, camisinha ou outro contraceptivo.
  • Quando a camisinha estoura e a mulher não faz uso de outros métodos contraceptivos, como a pílula anticoncepcional.

Quando à idade, não existe uma idade mínima para tomá-la, podendo ser utilizada desde o período em que passa a ter uma vida sexual ativa. A idade máxima vale a regra da vida fértil, ou seja, pode tomar enquanto não entrar na menopausa. Depois disso não há mais risco de gravidez.

Vale lembrar, porém, que antes de fazer uso da pílula do dia seguinte o ideal é sempre consultar um médico. Isso vale também para outros métodos hormonais.

Pílula do dia seguinte tem contraindicações?

Sim, embora não sejam muitas, a pílula do dia seguinte não é recomendada nos seguintes casos:

  • Mulheres portadoras de doenças vasculares
  • Mulheres que sofrem de hipertensão não controlada
  • Mulheres com doenças sanguíneas
  • Mulheres com quadro de obesidade mórbida

Se a paciente possui alguma dessas condições, há um maior risco de a pílula não se eficiente ou agravas as condições da patologia existente. Por isso, é sempre importante recorrer a ajuda profissional para uma melhor orientação, considerando cada caso individualmente.

Como tomar a pílula do dia seguinte

A administração desse medicamento é bastante simples. Para isso, basta tomar o medicamento em dose única, no caso daqueles que vem apenas um comprimido.

A ingestão deve ser feita até 72h depois da relação desprotegida. No entanto o ideal é tomas o quanto antes. O índice de eficácia é maior quando o medicamento é administrado de 12 a 24 horas após.

Já no caso das cartelas que vem com 2 comprimidos, o modo de uso pode variar. Isso porque alguns laboratórios recomendam tomar os dois comprimidos juntos. Já outros, recomendam tomas um comprimido logo após o coito e o segundo após 12h.

O mais indicado é sempre ler a bula e respeitar as indicações de cada medicamento.

O uso da pílula do dia seguinte mais de uma vez por mês não é indicado. Isso porque com a ingestão frequente, a mesma vai perdendo sua eficácia, o que aumenta o risco de gravidez.

Mais do que isso, a utilização de altas doses dos seus componentes hormonais pode potencializar os efeitos adversos, deixando-os mais intensos e causar alterações importantes no ciclo menstrual.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a pílula do sai seguinte, suas indicações, modo de uso, vantagens e seus efeitos. Boa sorte!

Leave a Reply