Sintomas da Menopausa precoce, como Identificar e como Tratar

4.8 (95.56%) 9 votes

Sintomas da Menopausa precoceA menstruação é um processo do organismo feminino que tem direta relação com a sua capacidade reprodutiva. De uma forma geral, o início (menarca) e o fim (menopausa) dos ciclos menstruais levam a transformações significativas na vida da mulher e no seu organismo.

Cada um deles tem seu tempo para acontecer e assim como pode ocorrer uma menarca tardia, também pode ocorrer uma menopausa precoce.

Ao chegar à primeira menstruação, a mulher inicia um processo mensal que possui seus sintomas característicos. Entre eles: cólicas, mudanças de humor, sangramento e outros.

Dessa mesma forma, ao fim da fase reprodutiva, por volta dos 50 anos de idade, a rotina menstrual termina. Com isso, ocorrem também alterações bastante significativas, decorrentes da cessação da produção de hormônios femininos por parte dos ovários.

Com isso, podem surgir problemas de bem-estar e, especialmente, problemas de ordem psicossocial.

Obviamente, ambos são processos fisiológicos que ocorrem na vida de uma mulher e, embora causem incômodos, não devem ser tratados como doença nunca.

O fato é que a forma de encarar a menstruação depende muito e cada cultura, mas o inegável é que esse processo é natural e deve ser conduzido como tal.

Mas antes, você sabe o que é a menopausa?

A menopausa nada mais é do que a data em que ocorre a última menstruação da mulher. Isso marca de forma definitiva o fim da fase reprodutiva da mesma.

O que muita gente não sabe é que a menopausa só pode ser confirmada de fato depois de passados 12 meses sem a presença de sangramentos. Isso porque o período que precede a menopausa, os ciclos tendem a ficar irregulares, podendo ser ausentes em alguns meses.

Então, podemos dizer que, clinicamente falando, a menopausa e a última menstruação. Vale lembrar que existem diversos conceitos a esse respeito, mas a definição adotada atualmente é essa.

A palavra menopausa vem do latim menopausis, que mēn = mês ou luas, e paûsis = fim, ou seja, fim dos períodos mensais.

Embora o termo faça referência ao marco que é a última menstruação de uma mulher, existem uma série de sintomas que podem ser notadas antes disso e o mesmo vale para os sintomas da menopausa precoce.

Então, a pré-menopausa é o período que antecede a menopausa em sim e pode acontecer por alguns anos antes da cessação total dos sangramentos.

Esse período é conhecido como climatério e pode começar a dar seus primeiros sinais por volta dos 40 anos de idade, havendo uma queda na fertilidade. Isso vale considerando uma menopausa normal, que acontece em seu tempo ideal.

No caso de uma menopausa precoce, os como o próprio nome já diz, os sintomas podem surgir precocemente, adiantando o processo de termino da idade fértil da mulher.

Quando esse período chega, chamado de climatério ou perimenopausa, ocorrem os primeiros sintomas, mas normalmente ainda são mais amenos.

Dentre eles, podemos citar irregularidades no ciclo menstrual, ondas de calor, aumento ou diminuição do fluxo menstrual, bem como alterações no sono, no humor e na pele e cabelos.

Esses sinais costumam ficar mais presentes e intensos conforme o tempo passa. No entanto, o seu ápice ocorre quando a menopausa se aproxima mesmo, ou seja, ficam mais intensos quando está chegando a última menstruação da mulher.

Esse período que precede a menopausa por se iniciar até 4 anos antes da cessação do sangramento e se estende até 1 ano depois do mesmo.

Durante essa fase, os hormônios produzidos pelo organismo já estão em baixas quantidades, não sendo suficientes para regular o ciclo.

Isso porque mensalmente o organismo feminino se prepara para a fecundação do óvulo. Quando isso não acontece, ocorre a descamação do útero e a menstruação vem.

Quando não há um equilíbrio hormonal que prepara o organismo para esse processo, a mulher pode sofrer com irregularidades intensas, podendo ficar alguns meses sem menstruar, bem como ter mais de um sangramento no mesmo mês.

A falta desse sangramento acontece porque os óvulos já se esgotaram e a produção dos hormônios femininos estrogênio e progesterona já está em queda.

O que é e quais os sintomas da menopausa precoce?

O-que-é-e-quais-os-sintomas-da-menopausa-precoceA menopausa é considerada como precoce quando acontece antes dos 42 anos da mulher para alguns especialistas. Outros consideram ela precoce quando ocorre antes dos 40 anos de idade.

Os motivos pelo qual esse processo acontece podem ser bem variados, incluindo desde fatores naturais até os induzidos.

Dentre os motivos considerados naturais, podemos citar o fator genérico, visto que algumas mulheres já apresentam um histórico familiar de fim da idade reprodutiva precoce e insuficiência ovariana primária.

No caso de menopausa induzida, podemos citar tratamentos como quimioterapia e radioterapia, procedimento de histerectomia e também alguns medicamentos utilizados para acne.

No entanto, é importante lembrar que a ocorrência de uma menopausa precoce não ocasiona somente um período reprodutivo menos. Seus impactos podem ser sentidos também na predisposição aos problemas de saúde tardios, como doenças cardíacas e osteoporose.

Já no que diz respeito aos sintomas da menopausa precoce, normalmente, eles são os mesmos da menopausa normal. O principal deles que pode ser citado e que acomete a maioria das mulheres é o fogacho, que são as ondas de calor sentidas principalmente no tronco, pescoço e face.

Mais alguns sintomas da menopausa precoce que podemos citar são os seguintes:

  • Irregularidades nos ciclos menstruais, podendo ficar meses sem sangramento ou ter mais de um sangramento no mesmo mês. A intensidade do fluxo também pode variar bastante.
  • Insônia
  • Secura vaginal
  • Alterações e humor
  • Alterações no padrão do sono
  • Osteoporose
  • Instabilidade emocional
  • Ondas de calor repentinas
  • Suor excessivo
  • Depressão
  • Pouca disposição

Vale lembrar que nem todas as mulheres irão apresentar, obrigatoriamente, todos esses sintomas. Além disso, a intensidade dos mesmos varia de acordo com cada mulher.

Outro ponto que deve ser lembrado, é que no início do climatério os sintomas tendem a ser mais amenos e vão se intensificando com o passar do tempo, até chegar a menopausa em si.

As mulheres que passam por menopausa induzida, tendem a manifestar sintomas mais severos e intensos se comparadas com aquelas que passam pelo processo e forma natural.

Mais do que isso, é preciso destacar o grande impacto emocional que esse processo pode acarretar. Isso porque além das oscilações de humor decorrentes dos níveis hormonais instáveis, o fim da idade reprodutiva pode levar a mulher a quadros emocionais sérios, especialmente na menopausa precoce.

Mulheres que ainda não engravidaram e desejam viver a maternidade podem sofrer muito emocionalmente. O apoio e suporte familiar, de amigos e do companheiro é fundamental nesse momento, bem como o acompanhamento médico.

O diagnóstico

Os sintomas da menopausa precoce devem ser levados em consideração no diagnóstico do problema e o mesmo deve ser feito por um médico ginecologista.

Normalmente, a primeira suspeita ocorre quando há alteração no ciclo menstrual, especialmente em caso de atraso. Descartada a possibilidade de uma gestação, o medico deve solicitar exames de sangue que irão mostrar a dosagem de hormônios como o estradiol, o FSH e a prolactina.

Normalmente, se não existem sintomas aparentes, a menopausa precoce só é diagnosticada quando q mulher está tentando engravidar mas não tem sucesso.

Esse é um caso que precisa acompanhamento, visto que a mulher ainda possui capacidade reprodutiva, mesmo que reduzida. Dessa forma, uma gestação nessa condição pode levar a problemas mais sérios, como aborto, desenvolvimento de doenças ósseas e também cardíacas, bem como uma maior tendência à depressão.

Pronto, agora você já sabe mais sobre os sintomas da menopausa precoce, o que é esse processo fisiológico natural e quais alterações ele pode causar no organismo feminino. Aproveite essas informações e boa sorte!

Leave a Reply